Como fazer a transição da química para o crespo natural

Abrir mão da química para assumir o cabelo natural é um grande desafio. Sei que tem muitas meninas que estão se preparando para assumir o jeito crespo de ser de seus cabelos, por isso decidi fazer este post.

Antes de você sentar na cadeira do cabeleireiro, é preciso que esteja consciente de todas as etapas que enfrentará para que o seu cabelo fique da maneira que sonhou.

A primeira coisa que deve levar em consideração é que para assumir os fios crespos você tem duas opções: a opção radical e a opção que vou chamar de meio-termo.

Opção radical: (esta foi a que escolhi) cortar toda a parte com química. Isto significa que, dependendo do comprimento do crespo, o cabelo ficará bem curto. Até que cresça, vai demorar alguns meses. Esta opção tem uma vantagem: você não terá que se preocupar com a quebra dos fios, mas precisará fazer muita hidratação e outros tratamentos para que o cabelo cresça forte e saudável.

Além disso, é bom preparar o espírito na hora de se olhar no espelho para ver o novo visual. Logo de cara, você sente uma angústia e vem a pergunta: vou conseguir ficar com este cabelo? Depois, mais perguntas passarão pela sua mente: O que meus amigos vão dizer? E no trabalho?

E tem o dia seguinte, quando você acorda e parece que o cabelo encolheu ainda mais: Meu Deus, estou careca!

A cantora Solange Knowles, irmão da Beyoncé, disse adeus aos apliques e relaxamentos.

Soraia Ferretti, dona do salão de beleza Lunablu, tem muitas clientes que estão passando por esta fase. “Algumas mulheres tiveram uma péssima experiência com alisamentos e progressivas e seu cabelos ficaram ressecados e quebradiços; outras cansaram de ficar ‘escravas da escova’. Por isso, a relação delas com o cabelo é a pior possível, o que dá força para que queiram os cachos de volta”.  

Para Soraia, segredo para sobreviver a esta fase é ter muita força de vontade.

Opção meio-termo: você pode esperar o cabelo crescer, sem ter que cortá-lo de forma radical. A desvantagem é que o risco de quebra dos fios é grande, porque o local onde o crespo se encontra com a parte alisada é um ponto muito frágil. Para reduzir as quebras, você também terá que usar produtos e tratamentos que irão facilitar esta fase de transição.

Esta opção é interessante para quem está acostumada com os cabelos mais compridos ou não quer o cabelo curto. Mesmo assim, Soraia Ferretti recomenda fazer um bom corte, que mantenha um pouco do comprimento e ajude a disfarçar a diferença entre a raiz crespa e a parte lisa.

Bom, então agora é arregaçar as mangas e tomar a decisão. Não se esqueça de conversar bastante com o seu cabeleireiro. Quanto mais segura se sentir, melhor.

E lembre-se: esta fase de transição vai significar uma nova fase na sua vida, uma oportunidade para reinventar o seu estilo. Boa sorte!

19 Comments to “Como fazer a transição da química para o crespo natural”

  1. Mariangela Miguel disse:

    Oi, Carla

    Você foi corajosa. Boa sorte na sua jornada!

    Bjs

  2. carla vivian disse:

    hoje de manhã fui ao salão e cortei radicalmente meus cabelos, eu não suportava ver aquele cabelo enorme (abaixo dos seios) mas com um pedação crespo(mais puxado pro cacheado)e as pontas lisas, só que era um liso feio porque eu não fasso definitiva desde fevereiro.
    resultado: meu cabelo está na altura da orelha,com escova e chapinha, mas eu sei que quando molhar, por cima ainda vai ter umas pontas lisas, vou tentar esconde-las.
    quero que as mudanças valham a pena!!
    meu pai ainda nem sabe que eu cortei o cabelo kk ele vai tomar um susto!
    boa sorte a todas que assim como eu optaram pelo crespo, e também pelo corte radical! rs

  3. Mariangela Miguel disse:

    Oi, Fernando

    Muito obrigada pelo seu depoimento. É preciso ter coragem para tirar toda a química do cabelo e começar do zero. A mudança é radical, mas posso afirmar que é para melhor. Estou preparando um post cheio de dicas para os meninos, que vou colocar no ar até semana que vem. Boa sorte para você também na sua jornada!
    Um grande abraço!

  4. Fernando disse:

    Bom, pelo que vi nos comentários, as mulheres é que estão desabafando sobre essa transição. Mas quero representar os homens aqui, e relatar que nós também passamos por isso. Comecei a fazer relaxamentos há alguns anos e dpois ñ consegui parar mais. Quando agente se acostuma é difícil mudar. Sempre quis ter cabelo liso, pra poder fazer aqueles moicanos, e outros penteados legais, então recorri á quimica. Mas de uns tempos p cá ñ me sinto a vontade c meu cabelo, q ta todo quebrado, ressecado, esquisito mesmo! então resolvi voltar p meu cabelo natural. Ontem cortei ele, e esta sendo dificil p mim, pelo menos agora no começo. Muda o visual, e nem nos reconhecemos direito. Balança a auto estima, mexe com o psicológico.. Mas estou consciente do que eu quero p mim.. chega d alisamentos e quimicas, ñ qro uma vida d escravidão por causa d cabelo, minha namorada disse q prefere meus cabelos naturais, isso me ajudou tbm a tomar essa decisão. Vou cuidar do meu cabelo do jeito q é, e se Deus me fez assim é por que posso ser feliz do jeito que sou!
    Boa sorte e força a tdos nós! e deem mais dicas p homens tbm, nós tbm gostamos d nos cuidar ;)

  5. Ana clarice disse:

    Olá meninas! Também estou nessa difícil fase de transição, alisava meus cabelos desde sempre, mesmo criança minha mãe já alisava e já nem sabia como era meu cabelo natural… finalmente depois de anos de cabelo esticado sem balanço, sem brilho sem vida e gastando tanto dinheiro com quimicas hidratações e escovas, que só faziam ressecar ainda mais , também estou nessa dos cachos naturais. Mas quero agradecer lhes, pois não iria conseguir sem ajuda desses blogs maravilhosos que nos inspiram e mostram que não estamos sozinhos nessa . ;) obrigado.

  6. Mariangela Miguel disse:

    Oi, Jacqueline

    Espero que consiga passar por todos os desafios que irá enfrentar. Só posso dizer que no meu caso valeu a pena. Boa jornada!
    Quando puder, dê notícias.

    Bjs.

  7. Jacqueline disse:

    Olá meninas já tem 4 meses desde a última vez que relaxei o cabelo, estou na opção meio termo pois sempre tive o cabelo comprido e não ia aguentar ver ele curto… Depois de anos de alisamentos e escova resolvi deixar meus cabelos naturais, espero resistir a tenção de não relaxar e aguentar forte essa fase…

    Bjo*s

  8. Gisele Henrique disse:

    oi meninas…..ai quase chorei lendo esses depoimentos, o meu cabelo está todo elástico….estou desesperada…quero meus cachos de volta…são anos de alisamento….me falta coragem…..e bom saber q temos outras amigas cacheadas passando por isso…..bjsss

  9. Mariangela Miguel disse:

    Oi, Isabela

    Se você está insegura quanto a cortar os cabelos, então não corte. Abuse dos penteados semi-presos e presos para dar tempo do cabelo crescer o suficiente. Quando sentir que o cabelo cacheado alcançou com o comprimento desejado, então é a hora do corte.
    Bjs!

  10. Isabela Delta Bravo disse:

    Olhando as fotos de minha adolescencia, é quase impossivel acreditar que aqueles cabelos( longos, cor de mel, saudáveis e tão cacheados quanto um fio de telefone rs) transformaram-se nestes fios ” lisos” quebradiços, curtos, pretos e secos feito palha) Consequencia de relaxamentos e tonalizantes sucessivos. Estou muito triste mas falta coragem para cortar.:(

  11. Nalissa Valente dos Santos Quiozini disse:

    Meninas! Eu decidi optar pela opção radical e estou aprendendo a me adaptar a minha nova aparência. Fazia alisamento desde os doze anos de idade, hoje tenho vinte e quatro e definitivamente cansei desta escravidão: alisamento, escova, chapinha! Sem mar, sem praia, sem piscina! Acordei em uma manhã (umas duas horas antes de sair! Quem alisa o cabelo sabe o que isso não?) pronta para fazer a escova ”basica” de sempre e resolvi dar um basta: tesoura nos cabelos lisos e impecáveis que estavam até os ombros. Cortei o cabelo rente a cabeça e fico feliz de ver os cachinhos tomando forma! Meninas, vamos dar um fim a ditadura de que cabelo bonito é cabelo liso, ah! ou quase liso, tipo o da Gisele!, o que cá entre nós é impossível!
    Eu sou branca tenho olhos claros e por alguma ironia (ou sorte, depende do ponto de vista) do destino (ou da genética) nasci de cabelos crespos! Estou assumindo este meu lado e percebo que muitas pessoas apoiam a minha causa! Fim a ditadura da chapinha e alisamento caríssimos!! Eu quero mais é me jogar no mar e deixar meu cabelo secar naturalmente!
    Beijos à todas! E as quiserem participar do time! Bem-vindas!Em breve postarei algumas fotos!

  12. Renata disse:

    Boa tarde meninas tambem estou querendo saí da quimica, pois não aguento mais vê meus cabelos quebradiços e enfraquecidos por causa de relaxamentos, agora resolve assumir meus cabelos etnicos,acho que vai ser bem melhor porque eles vão fica mais resistentes e cheios de vida ,enfim estou a três meses sem usar quimica o cabelo esta ficando enxados esta dificil aguenta mais vou continuar lutando para conseguir vou vencer o desejo de colocar quimica novamente com em Deus,meninas forças.

  13. Pixaim disse:

    Adorei o blog… dicas ótimas… Já vou add aos meus favoritos. Iniciei a transição tem uns 4 meses. Depois de 12 anos na escova, progressiva, alisamentos e tudo mais resolvi criar coragem e voltar aos cachos. Nas primeiras semanas estranhei meu rosto, achava que o cabelo não combinava com nada… Mas é só uma questão de tempo para a adaptação de não me ver mais escovada. Estou cortando a parte alisada aos poucos, logo de início corte as pontas muuuito esticas, nessa fase foram embora quase dois palmos de cabelo, em compesação os cachos começaram a aparecer… sei que ainda falta pelo menos 1 anos para que eu consiga cortar toda a parte alisada, mas com paciência chego lá! Valeu pela dica!!!!

  14. Carolina disse:

    Estou na fase de transição e tem sido bem difícil,ainda não me acostumei com a idéia, mas vou consegui, estou sem química a dois meses e o dermatologista me indicou um shampoo para fortalecer meu cabelo, meu cabelo é curto, vou ficar no meio termo,estou cortando aos poucos,vai dar tudo certo, chega de maltratar meus cabelos..

  15. Carla Caroline disse:

    Quero deixar de ser escrava da escova, mas não gostaria de cortar o cabelo então estou optando pela transição meio-termo com hidratação toda semana e muito cuidado com as madeixas.

  16. Simone disse:

    Queridas!

    Bom feriado!

    Minha opção foi a radical! Mais praticidade! Mais conforto! Mais elogios! Mais confiança!
    Enfim…uma série de bênçãos!

    Desejo sucesso a todas que optarem pela “radicalidade”!!!

    Com carinho,
    Si

  17. Edna disse:

    Estou fazendo a transição do cabelo com relaxamento e tonalizante para o crespo natural, pois o meu cabelo quebrou todo com o excesso de quimica. Tomei a solução radical de cortar todo o alisado e ficar com os cabelos curtos. Boa sorte para todas nessa fase e principalmente, paciencia até que os cabelos cresçam. Beijinhos!

  18. Paulinha disse:

    Muito bom!
    É realmente muito dificil essa transformação, porém quando vc vê seu cabelo com cachinhos agente fica tão feliz.
    Toda vez que faço hidratação no meu cabelo, me dá uma força p continuar a deixar crescer, quando vejo que ele já está com 4 dedos de enrolado, hummmm, como é bom, fico pensando que o ano de 2011 vai ser um dos mais importantes da minha vida, novo cabelo, vou começar a estudar e ainda vai sair meu apartamento.
    Estou muito bem comigo mesma! Agora só falta cortar meu cabelinho e nunca mais quero fazer escova.kkkkk

  19. Cristine disse:

    eu fico com a opção meio – termo ;)

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)