Alisamento e relaxamento

Este post é a continuação do Cabelo com química, em que falei de forma mais abrangente sobre os procedimentos químicos. Hoje vou dar informações específicas sobre alisamento e relaxamento.

Uma das primeiras coisas que você deve saber é que nos dois procedimentos é usado o mesmo tipo de produto: hidróxido de sódio, hidróxido de guanidina ou amônia.

Então onde está a diferença? Segundo Maria Angela Veríssimo, responsável pelo departamento técnico da Avlon, o que muda é a quantidade de produto utilizada, o tempo de ação e a forma de aplicação.

Embora nos dois casos haja mudança na estrutura dos fios, no alisamento, como o próprio nome já diz, os fios ficam “retinhos”. Já no relaxamento, é mantida a curvatura dos fios (mais ou menos enrolados de acordo com o gosto do cliente).

 

Para qual tipo de cabelo é indicado?

Se você tem o cabelo crespo, muito crespo ou carapinha, pode fazer o alisamento. 

O relaxamento é indicado apenas para cabelos crespos ou muito crespos, porque o fio é em forma de espiral. Como neste procedimento a química é mais suave, apenas para soltar os cachos, os fios precisam ter curvatura, senão a química não trará o resultado desejado.

Por este motivo, pessoas com cabelo carapinha devem evitar o relaxamento, uma vez que o tipo de cabelo não forma cachos (o fio é em formato de ziguezague). O resultado pode ser pior ainda se a química tiver amônia. O cabelo vai ficar com aparência de mal alisado, em função da aplicação do produto inadequado ao tipo de cabelo.

Hoje os cremes de alisamento são menos agressivos porque contem na sua formulação emolientes que ajudam a hidratar os fios. Também durante o processo, especialmente na hora do enxágüe, é feita uma hidratação para recuperar os fios.

 

Retoque

Quando o cabelo começa a crescer e a raiz crespa se manifesta (uma amiga minha se refere a este momento como “a mãe África me chama”) muitas mulheres correm para o salão para fazer o retoque.

O tempo para retocar a raiz é de 60 até 90 dias. Quanto mais suave for o produto utilizado, maior pode ser o intervalo de retoques. Antes de 60 dias, nem pensar. Já ouvi meninas contanto que fazem todo mês. Esta é a melhor maneira para destruir os cabelos.

O retoque é sempre feito da raiz até onde o cabelo virgem se encontra com a parte alisada. O profissional deve proteger o couro cabeludo (com produto específico para isso) e proteger, também, a parte já alisada.

Na hora do retoque, a química não pode ser passada novamente no restante do cabelo que já tinha química. O que pode enfraquecer e provocar quedas nos fios

 

Incompatibilidade de produtos

Muitas mulheres acreditam que a química é como o xampu, é só lavar que o produto sai dos cabelos. Infelizmente, todo procedimento químico é irreversível. “A parte alisada vai continuar alisada, não importa quanto tempo fique sem passar o produto novamente. É um processo permanente, que muda a estrutura do fio para sempre”, diz a especialista da Avlon, Maria Angela.

Isto significa que se quiser mudar de química, terá que esperar o cabelo crescer e cortar a parte alisada. Nem pensar em misturar químicas diferentes. Mesmo que o cabeleireiro diga que não tem problema. Se profissional disser que dá até para fazer escova progressiva, saia correndo do salão e não olhe para trás (vou falar mais tarde sobre a progressiva).

Se ficar em dúvida, consulte uma segunda opinião, mas não se arrisque.  

Para quem vai alisar o cabelo pela primeira vez, só dou um conselho: informe-se sobre o produto, o salão, o profissional. Não acredite em tudo o que lhe dizem, quanto mais conhecimento tiver, mais acertadas serão as suas escolhas.  

Ufa! Sei que o post ficou enorme, mas era tanta informação. Se não expliquei bem alguma coisa ou tiveram dúvidas, escrevam nos comentários, ok?

7 Comments to “Alisamento e relaxamento”

  1. Mariangela Miguel disse:

    Para você saber o que é melhor para seu cabelo, consulte um profissional. O que posso dizer sobre a escova progressiva é que ela é indicada para quem tem cabelos ondulados, encarolados, lisos armados, etc. Quem tem cabelo crespo ou étnico (como alguns profissionais denominam) o melhor é partir para outros tipos de química.

  2. roberta disse:

    quero alisar meu cabelo, mas tou em duvida não sei se faço relaxamento ou progressiva qual o melhor indicado pro meu cabelo pois ele não e nem liso e nem cacheado

  3. Mariangela Miguel disse:

    Oi, Thais

    Para o cabelo muito crespo e crespo dá para fazer alisamento e relaxamento.

    Para o carapinha é indicado o alisamento e o permanente afro. Está mais claro agora?

    Se ainda restou alguma dúvida, me avise, ok?

    Bjs,
    Mariangela

  4. Rayssa disse:

    boom post… tenho o cabelo crespo sem bem como eh cuidar da ” raizes africanas” rsrsrsrsrsrsr

    http://psiqueatelie.wordpress.com/2010/11/30/natalpapais-noeis-e-moda/ da uma olhada ;)

  5. thais disse:

    Se você tem o cabelo crespo, muito crespo ou carapinha, pode fazer o alisamento.

    O relaxamento é indicado apenas para cabelos crespos ou muito crespos, porque o fio é em forma de espiral.

    afinal, pro cabelo crespo ou mt crespo é alisamento ou relaxamento?

  6. Jordane disse:

    Amei o blog, estou cuidando melhor dos meus cabelos, e queria saber qual produto devo usar no meu cabelo ele é muito crespo e dá uns cachinhos nas pontas uso black mais enjoei e quero mudar, queria soltar os cachos dele e tirar um pouco de volume. Já estou a 3 anos sem química,acho que meu cabelo voltou a ser virgem. Amo o cabelo da atriz Raquel Fuina queria tanto o meu assim… beijos!

  7. Jacqueline disse:

    Nossa eu adorei o seu blog, queria um blog assim sobre cabelos crespos, estou seguindo e vou fazer adicionar o link no meu blog ta. Amei a reportagem sobre a música I love my hair linda!!

    http://jacsimplesassim.blogspot.com/

Leave a Reply

(obrigatório)

(obrigatório)