Chapinha em excesso danifica os fios

Responda rápido: quantas vezes por semana você passa chapinha no seu cabelo? O uso da chapinha se popularizou tanto, que é impossível pensar em ter o cabelo liso sem o uso do aparelho.

Mas para quem tem cabelo crespo natural ou está na fase de transição, as altas temperaturas produzidas pela chapinha podem provocar danos irreversíveis nos fios. O calor em excesso do aparelho em contato direto com os fios pode deixar os cabelos ressecados, quebradiços e até queimados.

Além disso,  também pode alterar completamente a estrutura do cabelo crespo: os fios vão perdendo o enrolado natural; o cabelo fica com um aspecto estranho, nem liso, nem crespo. Este processo é irreversível. Para recuperar o padrão de ondulação que o cabelo tinha, será necessário cortar o cabelo e esperar que cresça novamente.

Para quem tem o cabelo quimicamente tratado, os riscos são ainda maiores, já que a química deixa o cabelo mais fragilizado.

Sei que algumas meninas (especialmente as que estão em transição) usam chapinha quase todos os dias. O que é preciso ter em mente, é que o dano causado pelo uso frequente da chapinha é acumulativo. O efeito negativo acontece em cada seção. Por este motivo, o ideal é usá-la o mínimo possível. O recomendado é uma vez por semana. Para manter o cabelo lisinho no resto da semana, você pode fazer uma toca antes de dormir.

Sinais de que a chapinha está danificando seus cabelos: fios ásperos, ressecados, com pontas duplas, além de dezenas de fios quebrados (é só passar um ventinho, que eles ficam eriçados, não há serum que dê jeito).

Cuidados na hora de fazer a chapinha

– Chapinha e cabelo sujo não combinam. Os fios devem estar limpos, no máximo um dia após a lavagem. Para proteger os fios, depois da lavagem, faça uma hidração profunda.

– Antes de usar chapinha, passe um produto termoativado (leave in, serum). Desta forma, vai criar uma camada protetora que irá preservar a oleosidade natural dos fios.

– Evite usar o aparelho nas temperaturas mais altas. E desligue a chapinha de tempos em tempos para evitar o superaquecimento.

Quando for comprar o aparelho:

– Invista em aparellhos de boa qualidade (ion, cerâmica, turmalina, etc). Desconfie de chapinhas muito baratas.

– É fundamental que a chapinha tenha um botão para o controle da temperatura (termostato).

Uma observação: tudo que foi dito para a chapinha também vale para o modelador de cachos (babyliss) e o secador de cabelo. Portanto, use-os com moderação.

One Comments to “Chapinha em excesso danifica os fios”

  1. Joyce disse:

    O que mais prejudica a definição dos cachos a médio/longo prazo: usar constantemente chapinha/baby liss para modelar as madeixas (fazer cachos) ou esticar bem os fios e prendê-los ainda molhados?

Leave a Reply

(required)

(required)