Tratamento com óleos especiais restaura a saúde do cabelo crespo

Uma boa dica para quem está deixando a química e assumindo os fios naturais é fazer hidratação com óleos vegetais e óleos essenciais. Nesta fase de transição, em que o cabelo está com a raiz crespa e as pontas lisas, o ressecamento é constante. Não importa quantos litros de leave-in você passe por dia.

Nesse processo de retorno ao crespinho natural, para manter o crescimento do cabelo é fundamental restaurar a saúde do couro cabelo e dos fios. Aí é que entram os óleos.

Conversei com o hairstylist Márcio Mello, do salão Éclat, que explicou que o tratamento com os óleos realmente funciona porque fornece vitaminas, minerais, emolientes, além de devolver a oleosidade natural do couro cabeludo.

Em seu salão, Márcio faz o tratamento com óleo de Argan (extraído das sementes de uma árvore que só cresce no Marrocos). Ele foi muito bacana e deu a receita para você fazer em casa.

1-     Lave os cabelos com xampu de limpeza profunda. Enxágue e retire todo o excesso de água.

2-     Passe o óleo puro de Argan, levemente aquecido (vai ficar morninho), por todo o cabelo.

3-     Em seguida, prepare uma porção de máscara de macadâmia com cinco gotas do óleo de Argan. Misture bem e aplique no cabelo. Coloque uma touca térmica e deixe o produto agir por 25 minutos.

4-     Depois de enxaguar, aplique um pouco de leave-in mais leve, a base de água.

Faça o tratamento uma vez por mês.

Você pode substituir o Argan por outros óleos. Eu faço uma receita caseira em que misturo óleos vegetais com óleos essenciais (uso da marca WNF que são confiáveis e não contem corantes nem conservantes).

Algumas sugestões de óleos vegetais:

Abacate: rico em vitaminas A, B1, B2 e C. O cabelo fica incrível, bem hidratado (adoro este óleo!)

Jojoba: rico em nutrientes que protegem, restauram e hidratam os fios.

Amêndoas: este é clássico, mas certifique-se de que não seja misturado a outros óleos. Para ter certeza de sua pureza, leia os ingredientes no rótulo da embalagem.

Algumas sugestões de óleos essenciais:

Eucalipto: Condiciona o couro cabeludo por ter propriedades anti-sépticas e anti-bactericidas. 

Melaleuca: o nome é estranho, mas ele é maravilhoso. É um poderoso adstringente, fungicida, que estimula o couro cabeludo.

Alecrim: previne a queda de cabelo; bom para massagens capilares.

Estas são as minhas receitas, que aprendi no manual da WNF sobre óleos essenciais. Faço a cada 15 dias:

Para queda:

5ml de óleo de abacate (o produto já vem com um medidor, por isso não se preocupe)

4 gotas de óleo essencial de alecrim

Para hidratar:

5ml de óleo de abacate

3 gotas de óleo essencial de ylang ylang

1 gota de óleo essencial de alecrim

Nos dois casos, faço o mesmo processo, que é: acrescentar os óleos essenciais no vegetal. Misturo bem e aplico no couro cabeludo, massageando por alguns minutos. Passo o restante da mistura nos fios e deixo agir por 10 minutos. Depois lavo com xampu, passo condicionador e leave-in.

O tratamento com óleo também pode ser feito em cabelos com química.

Os produtos não são baratos, os preços ficam entre R$ 35 a R$ 60, mas o investimento vale a pena porque duram muito.